Translate

1 de agosto de 2014

PINTURAS E SENTIMENTOS - PESSOAS MELANCOLICAS E TRISTES EM PINTURAS - O PERÍODO AZUL DE PICASSO - A MELANCOLIA DE MUNCH







ARTE E SENTIMENTOS

PINTURAS DE PESSOAS TRISTES E MELANCÓLICAS

AS TRISTES E LINDAS MÚSICAS



"Melancolia"
Louis Jean-François Lagrenée
Pintor francês (1724-1808)



A Arte como Manifestação dos Sentimentos

A arte está presente em tudo.
Os artistas manifestam seus sentimentos e os "traduzem" através da arte: na música, na pintura, nos poemas, nos romances literários, nas esculturas, em todas formas artísticas.
É a revelação mais pura dos sentimentos, a mais bela e  a mais significativa.
A arte pode ajudar quem a produz e a seu expectador. Ela pode instigar, pode transformar, contestar, revelar, enfim, não há como ficar inerente a ela. É uma necessidade ao ser humano. Estamos intrinsecamente ligados a muitas formas artísticas, conscientes ou não, faz-se essencial ao nosso ser, à nossa formação como indivíduo sensível e ao mesmo tempo produtivo.

"Melancolia" - Albrecht Durer
Pintor renascentista alemão (1471-1528)


"No período da Renascença e do Romantismo, melancolia era considerada como uma doença bem-vinda, uma experiência que enriquecia a alma. Mas hoje sabemos que essa concepção é equivocada."
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Melancolia

Albert Edelfelt
Pintor finlandês (1854-1905)






A Melancolia em Músicas

As músicas são tristes, mas são belíssimas


Música: "Adágio para Cordas" - Samuel Barber
Compositor americano (1910-1981)




Música: "Adagio em Sol menor" - Albinoni
Compositor barroco italiano(1671-1751)




Música: "Tristan and Isolde - Prelude" - Richard Wagner
Compositor alemão (1813-1883)





A Melancolia

Agonia sem fim
A tristeza
Que paralisa
Vai ao fundo
Para emergir
Em leveza
No início do fim

"Melancolia" - Edgar Degas
Pintor francês (1834-1017)

"Melancolia" - Paul Gauguin
Pintor francês (1848-1903)

"A Carta" - Eliseu Visconti
Pintor ítalo-brasileiro (1866-1944)


"A minha alegria é a melancolia"
(Michelangelo)


Alexandre Cabanel
Pintor neo clássico francês (1823-1889)


"Aquele que nunca viu a tristeza nunca reconhecerá a alegria."
(Khalil Gibran)



A Tristeza nas Pinturas de Van Gogh

Van Gogh
Pintor holandês (1853-1890)

"Retrato do Dr. Gachet" - Vincent van Gogh
Pintor holandês (1853-1890)

Van Gogh

Van Gogh



Picasso e a Triste Fase Azul

O "Período Azul" do pintor Pablo Picasso já denota por si só a frieza da própria cor azul e dos melancólicos semblantes das figuras retratadas. Entretanto, esta fase foi além desta visível tristeza pictórica, pois foi essencialmente um relato do próprio estado de espírito do artista. Picasso sofreu a dor e a tristeza com a perda do amigo e conterrâneo Carlos Casagemas, que suicidou-se quando os dois moravam em Paris.

"A Morte de Casagemas" - Picasso
Pintor espanhol (1881-1973)

"Melancolia" - Picasso

Picasso

"A Mulher Azul" - Picasso


"Picasso manifestava a solidão das personagens isolando-as num ambiente impreciso, com um uso quase exclusivo do azul por mais de dois anos, fato praticamente sem precedentes na história da arte."


"Velho Guitarrista" - Picasso
Pintor espanhol (1881-1973)

"O Cego" - Picasso



"Ele acredita que a arte é filha da tristeza e da dor",
dizia Jaime Sabartés, poeta e amigo de Picasso.

A solidão das crianças, a miséria de pobres, mendigos e cegos, ficam descritos amplamente nos quadros desse momento (da Fase Azul de Picasso).



"A Celestina" - Picasso

"O Asceta" - Picasso

"As Duas Irmãs" - Picasso

"A Tragédia" - Picasso



Música: "Minha Melancolia" - Vadim Kiselev







A Melancolia do Artista Norueguês Munch


Grito e Silêncio

Edward Munch, o pintor do famoso quadro "O Grito", foi um representante da melancolia.
Em muitas de suas pinturas é percebida claramente a tristeza estampada no semblante dos seus retratados.
A própria pintura "O Grito", que o consagrou, reflete o ar desesperado da figura, provavelmente, uma representação do pós-tristeza, onde a figura "explode" em desespero e parece sair correndo e gritando.


"O Grito" - Edward Munch
Pintor norueguês (1863-1944)


Edward Munch
Pintor norueguês (1863-1944)



Munch




Entendendo a Tristeza de Munch

O conhecimento da vida dos artistas se faz importante na medida que eles muitas vezes a retratam em suas artes. 
As pinturas do artista norueguês Edvard Munch são permeadas pela tristeza, pela doença e morte. Isto se explica pelas perdas que ele próprio vivenciou. Com a morte de sua mãe, de tuberculose, quando ele tinha apenas 5 anos, depois aos 14 anos perdeu uma irmã de apenas 15 anos, com a mesma doença.

"A Menina Doente" - Edvard Munch
Pintor norueguês (1863-1944)

"Primavera" - Edvard Munch

"Morte no Quarto" - Edvard Munch

"Leito de Morte" - Edvard Munch

"A Mãe Morta e a Filha" - Edvard Munch

"Melancolia" - Edvard Munch

Munch

Munch

Munch

Munch

Munch

Munch

"Auto-Retrato Depois da Gripe Espanhola" - Munch

"Auto-Retrato" - Munch

"Auto-Retrato" - Munch



Ah quanta melancolia!

Quanta, quanta solidão!
Aquela alma, que vazia,
Que sinto inútil e fria
Dentro do meu coração!
Que angustia desesperada!
Que mágoa que sabe a fim!
Se a nau foi abandonada,
E o cego caiu na estrada -
Deixai-os, que é tudo assim.

Sem sossego, sem sossego,
Nenhum momento de meu
Onde for que a alma emprego -
Na estrada morreu o cego
A nau desapareceu.
(Fernando Pessoa)





"Melancolia - Maneira romântica de ficar triste"
(Mário Quintana)


"A melancolia é a felicidade de se ser triste"
(Victor Hugo)


"Acostumei-me tanto à melancolia que a cumprimento como uma velha amiga."
(Charles Bukowski)


"Cuidado com a tristeza. Ela é um vício."
(Gustave Flaubert)


"A tristeza também provoca doenças."
(Sóflocles)


"Sobre as asas do tempo, a tristeza vai-se embora."
(La Fontaine)



A arte pode ser concebida na vida como uma catarse.
(Denise Ludwig)

E o tempo cura tudo.

A arte alivia a alma, e é também curativa.

(Quase 30 anos de duas perdas irreparáveis, meus pais.)

6 comentários:

  1. Eu fico em dúvida porque pessoas com tendência artísticas , geralmente são triste .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Matheus. O que pode parecer tristeza, talvez seja um alto grau de sensibilidade que os artistas possuem.

      Excluir
  2. A tristeza é uma das maiores fontes de inspiração. Talvez a arte, seja um escapismo pra alma. Assim como a ostra faz a pérola sob constante dor, o artista transforma seus sofrimentos em beleza.

    ResponderExcluir
  3. Sim Bianca. Acredito que muitos artistas revelam suas almas através de suas obras. A tristeza é mais inspiradora que a alegria. Muito legal que citou o exemplo da ostra que produz sua perfeita e linda pérola para se proteger.
    Obrigada pelo seu comentário, volte sempre.

    ResponderExcluir
  4. acho que os artistas colocam seus sentimentos na arte muito top

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, concordo, sem dúvida alguma os artistas se revelam através de sua arte. Suas obras "falam" por eles.

      Excluir