Translate

30 de agosto de 2012

A ARTE CONTANDO HISTÓRIA - A ARTE DA BELEZA EGÍPCIA








HISTÓRIA DA ARTE


ARTE NA ANTIGUIDADE

A Beleza na Arte Egípcia




"Lilases"-Téc.Mista-80x80-2000
Denise D'Oliveira Ludwig
(Foto: João D'Oliveira)



Egito

Em continuação ao post anterior da nossa "viagem" da arte contando a história, para o significado do belo na arte da antiguidade, dando início à beleza da arte egípcia.



Os egípcios formavam uma civilização com características incríveis e  deixaram um legado de obras em diversas áreas, na ciência e na arte. Nesta área predomina a arquitetura, as pinturas nas paredes, os hieróglifos, que eram as escritas com símbolos, jóias riquíssimas tanto em pedrarias quanto nos desenhos, enfim, são diversas e belas todas formas da arte egípcia. 

Existiu um período importante e especial chamado "Amarna". Nesta época viveu a rainha rainha Nefertiti, nascida  em 1330 a.C. e cujo nome quer dizer: "a mais bela chegou". 
Observem mais abaixo a foto da escultura que a representa, confirmando como foi realmente muito bonita. Esta escultura foi achada por arqueólogos há apenas 100 anos e está no Museu Neues em Berlim. 


Nefertiti foi a "Grande Esposa Real" do Faraó Egípcio Akhenaton que foi o pai do Faraó Thutankamon, ou Tutancâmon. Ele foi o Faraó mais conhecido, o qual encontraram sua tumba intacta. Provavelmente graças ao clima seco do deserto do Saara, possibilitou a preservação da múmia do Faraó, inclusive as pinturas no interior das tumbas e todas as outras obras artísticas permaneceram em ótimo estado de conservação.

Outro fato muito interessante é que dentro da Tumba de cada um dos Faraós, as figuras pintadas representam a própria vida quotidiana de cada um deles. Também representam as ações dos deuses, importantes e fundamental em suas vidas, para garantirem sua continuidade de vida após a morte. Eles eram politeístas e seus deuses eram representados nas pinturas com aspectos humanos.  
Mais abaixo há uma foto que mostra o interior de uma tumba de faraó, com desenhos nas paredes preservados intactos.
Tutankhamon foi filho de Akhenaton e Kia. Era enteado da rainha Nefertiti.
Infelizmente, o faraó menino não teve tempo de ter filhos. Apenas uma vez sua esposa engravidou, porém por serem irmãos, a criança nasceu com defeito e logo faleceu. Tutankhamon morreu misteriosamente quando tinha apenas 19 anos. Ninguém sabe a causa de sua morte.





Vídeo-Música Antiga Egípcia com imagens do Egito e suas Artes          




"O antigo Egito é  uma das civilizações mais conhecidas do mundo atual. Talvez pelo espetacular achado da tumba intacta do faraó Tutancâmon ou Tutankhamon, talvez pelas imponentes pirâmides, talvez por todas as lendas que se desenvolveram no imaginário popular. É fato que graças ao clima do deserto, aos arquitetos geniais e à religião que professavam, os egípcios nos deixaram de presente um testemunho de sua brilhante civilização".
(Fonte: Wikibooks.org)




"Nefertiti" rainha do Egito
(Este 'busto' foi feito por volta de 1345 a. C.)

Akenathon - rei do Egito






















Mascará do Faraó Egípcio Tutankhamon ou Tutancâmon

A beleza egípcia mostrava essencialmente a beleza feminina, destacando sempre seus olhos. Reparem nas figuras sempre em destaque as pinturas em torno dos olhos, inclusive nos homens.
Outra rainha egípcia, consagrada e mais conhecida, foi a Rainha Egípcia Cleópatra, nascida em 69 a. C. e suicidou-se por volta de 30 a. C.  Ela era filha de Ptolomeu, família de origem grega que reinou no Egito, após a queda de Alexandre, o Grande. Cleópatra era reconhecida pela sua beleza e por ter conquistado os homens mais importantes do mundo  naquela época, Júlio César, o então imperador do Império Romano e depois de seu assassinato, ela casou-se com outro romano, Marco Antônio, que foi soldado de César e também foi importante político.


Arquivo: Kleopatra-VII.-Altes-Museu-Berlin1.jpg
'Busto' da Rainha Cleópatra em mármore



Pintura da Rainha Cleópatra




Colares usados pelo Faraó Tutancâmon









Joia Egípcia com pedra lápis-lasulí




Faraó Tutankhamon e sua esposa (Relevo em Ouro -1.330 a. C.)


Pinturas nas paredes de uma Tumba de Faraó, representando
sua vida e seus deuses 

28 de agosto de 2012

ARQUITETURA DAS OBRAS FARAÔNICAS








ARTE E ARQUITETURA

A ARTE COMPARANDO AS OBRAS FARAÔNICAS ANTIGAS E ATUAIS




Das Pirâmides às Novas Obras Faraônicas



"Nas Nuvens"-Acrílica s/Papel-2001
Denise D'O. Ludwig
(Foto: João D'Oliveira)


A Arte é Viva

Primeiramente quero introduzir aqui sobre a arte ser viva, estar em constante mutação, assim como a linguagem falada e escrita são vivas. Todas as formas de arte sofrem mudanças, positivas na grande maioria, no decorrer do tempo. Toda a cultura do mundo evolui , dependendo dos lugares e suas diversidades, a cultura está em constante mudança.
Desde as primeiras mais remotas manifestações artísticas até os tempos atuais, podemos acompanhar a arte indagando como e porquê chegou até aqui e para onde irá?!
Qual é a razão dos homens construírem, por exemplo, edifícios cada vez mais altos?



A começar pelas Pirâmides. Por qual motivo elas foram construídas? 


Já sabemos que foi para abrigar seus faraós mortos. Mas antes quero ressaltar um fato, havia um fundamento religioso para isto. Então eram construções com o principal objetivo de proteção a seus Faraós.


  "A religião do Egito Antigo era politeísta, pois os egípcios acreditavam em vários deuses. Acreditavam também na vida após a morte e, portanto, conservar o corpo e os pertences para a outra vida era uma preocupação. Mas somente os faraós e alguns sacerdotes tinham condições econômicas de criarem sistemas de preservação do corpo, através do processo de mumificação. A pirâmide tinha a função abrigar e proteger o corpo do faraó mumificado e seus pertences (jóias, objetos pessoais e outros bens materiais) dos saqueadores de túmulos. Logo, estas construções tinham de ser bem resistentes, protegidas e de difícil acesso. Os engenheiros, que deviam guardar os segredos de construção das pirâmides, planejavam armadilhas e acessos falsos dentro das construções. Tudo era pensado para que o corpo mumificado do faraó e seus pertences não fossem acessados".

(fonte: suapesquisa.com/egito)


Vídeo-música - Sons e Imagens do Egito



Video-Música, música ópera de Wagner: "Entrada dos Deuses em Valhalla"
(escolhi esta música para ilustrar a "Torre de Babel", que citei embaixo das fotos)






"PIRÂMIDES DE GUISE - Queops-Quefren - Miquerinos" - Cairo- EGITO



Abaixo alguns exemplos atuais de obras faraônicas, arranha-céus, de alturas exorbitantes. 
E pergunta-se, qual a razão para o homem atual construir tão grandiosos edifícios? 
A resposta mais simples é senão por pura ostentação, status e poder econômico. 
Cada país em sua grandiosidade mostrando sua riqueza nas " alturas".
Detalhe da Torre da Sears nos Estados Unidos da América, bem antiga, que data 1973. Comparada com a mais nova e a mais alta que é a Torre de Dubai nos Emirados Árabes Unidos que ficou pronta em 2010.


Edifício Torre Dubai (Burj Dubai)  - Burj Khalifa - DUBAI - Emirados Árabes Unidos - 2010
É o edifício mais alto do mundo com 828 metros de altura


"The  Burj" Dubai - 828 metros


Edifício Sears Tower - CHICAGO-EUA- 1973 (527 metros de altura)


No Brasil dois dos edifícios mais altos estão localizados
em São Paulo

Edifício Banespa SÃO PAULO - 1965 (165 metros de altura)

Edifício Mirante do Vale, de 1966, em SÃO PAULO é o mais alto da cidade
(166 metros de altura)
Ponte no Sul da FRANÇA - (341 metros de altura)



Dubai é um grande "canteiro de obras" da atualidade



"Palm Jumeirah" (Condomínio da Palmeira) - DUBAI - Emirados Árabes Unidos

Taipei Tower - TAIWAN - 509 metros de altura

Edifício Financeiro World Trade - Changai - CHINA
Outro país que é também um  "canteiro de obras"



A Torre de Babel

ABAIXO: Um mito, ou lenda, muito interessante sobre uma grandiosa obra é "A Torre de Babel", da antiga Babilônia. O motivo para "construírem" uma torre tão alta numa explicação mais simples era para que os povos alcançassem o Céu. Esta torre é citada na Bíblia no Antigo Testamento, no Livro do Genesis. Ela teria sido construída pelos descendentes de Noé, na época em que o mundo inteiro falava apenas uma língua. Era localizada na antiga Mesopotâmia, onde hoje é o Iraque.
"A soberba dos homens em se empenharem na empreitada de alcançar o mundo dos deuses teria causado a fúria de Deus, causando uma grande ventania para derrubar a torre e espalhar as pessoas sobre a terra com idiomas diferentes, para confundi-las. Por este motivo, o mito é entendido hoje como uma tentativa de se explicar a existência de tantas línguas diferentes no mundo". (fonte: infoescola.com/civilização da Babilônia)

"Torre de Babel" - Óleo s/Painel de Madeira - c.1563 - Pieter BRUEGEL


26 de agosto de 2012

ARTE NA HISTÓRIA






ARTE CONTA A HISTÓRIA

Arte é passado, é presente e será o futuro



"Princeton III"-Soft Pastel s/Papel-1995
Denise D'O. Ludwig
(Foto João D' Oliveira)




A História fez a Arte...
A Arte conta a História


A história mundial nos transporta por todos os lugares e acontecimentos contando todos os fatos ocorridos no passado. Estuda o homem no tempo e no espaço vivido por ele.
A história da arte mostra-nos como tudo aconteceu pelo lado estético, do belo. É a arte contando a história através das belas artes, esculturas, pinturas, desenhos, arquitetura etc.

Podemos aprender arte e história "passeando" tranquilamente através das obras artísticas criados no mundo. De forma resumida, mas nem por isto menos interessante e didática.
Apreciando desde as obras mitológicas, as pinturas surreais até as contemporâneas, perceberemos as diferenças e semelhanças entre elas, através do tempo e espaço.

"Viajamos" através da história, muitas vezes sem saber o destino final, mas cientes que a arte está presente durante todo o percurso, que pode estar repleto de agradáveis surpresas.
Passamos por este caminho levando nossa própria "bagagem", que é a nossa história pessoal de vida,  agregando, acumulando também a bagagem do mundo.
Tudo somado será um peso maior, mas certamente recompensador.




Vídeo-música: "ASSIM FALOU ZARATUSTRA" - Richard Strauss
(é um Poema Sinfônico inspirado no tratado filosófico de Nietzsche)
Música tema do filme "2001- Uma Odisséia no Espaço"
(Filme de 1968 produzido por Stanley Kubrick)






Aprendemos através das artes, ciência, religião, desde a antiguidade egípcia, a grega e romana, herdamos o conhecimento e tudo está vinculado ao imaginário dos povos que disseminaram ideias sobre a estrutura do Universo.


Toda a cultura ocidental está muito ligada ao pensamento da Grécia Antiga. A filosofia grega teve um peso grande no pensamento atual e em suas derivações.
As imagens nos levarão a este passeio pela história das artes.



As mais antigas formas artísticas e arquitetônicas
Ficheiro:Great Sphinx of Giza - 20080716a.jpg
Esfinge de Gisa - Egito

Piramides de Gisa - Egito


















Uma curiosidade nos desenhos egípcios não havia perspectiva real, reparem em todas as
figuras humanas o corpo aparece com o tronco de frente, enquanto as cabeças, as pernas
os pés eram desenhados de perfil.
Era a utilização de uma perspectiva da aparência, levando em consideração a posição de onde
melhor se observasse cada uma das partes do corpo. Era um detalhe puramente estético.




Abaixo Vídeo com imagens da rica arte da cultura egípcia
(clique na seta abaixo)















Vídeo com Música Egípcia Antiga e imagens diversificadas da Arte Egípcia
(clique na seta abaixo)




Este Tema continuará nos próximos "posts". Do Egito para a Grécia falando da importância do "BELO".


(Textos de autoria de Denise G. D' OLiveira Ludwig)


23 de agosto de 2012

ARTE - O QUE É ARTE?




ARTE? O QUE É ARTE?




"Arte é antes de tudo uma manifestação. 
É a capacidade que o homem tem de por em prática um ideia, um ofício. 
A palavra arte vem do Latim "Ars" que significa técnica e (ou) habilidade.
É um conjunto de manifestações por meio de elementos visuais, auditivos, táteis, reproduzindo sons, formas, da natureza ou imaginárias."




Opiniões e comparações na arte

Frases de alguns artistas clássicos sobre arte pictórica


Como alguns pintores e escritores famosos pensavam sobre a arte:


O escritor russo Leon Tolstoi além de escrever romances,
dentre eles os clássicos "Ana Karenina" e "Guerra e Paz", também escreveu um livro-ensaio, considerado  controverso, sobre arte:




"O que é Arte" (escrito em 1898) Editora Ediouro.


Tolstoi escreveu: 

"O que é Arte? Por que, até, fazer tal pergunta? 
Arte é arquitetura, escultura, pintura, música, poesia em todas as formas. Esta é a resposta costumeira do homem comum, do amante da arte e mesmo do próprio artista, que supõe que aquilo de que ele está falando é entendido muito claramente e da mesma maneira por todas as pessoas."
(Leon Tolstoi) 






Música: "Oração a Dante" - Loreena Mckennitt





Tolstoi era um aristocrata russo, mas preocupado com a precariedade da educação. Sensibilizado, fundou escolas, obras assistenciais para os camponeses e redigiu livros de pedagogia. 
Depois de crises existenciais e religiosas, abandonou a religião ortodoxa e "converteu-se" ao cristianismo.


"Embora Tolstoi percebesse a questão da arte como questão religiosa, ponderou e rejeitou a ideia de que a arte revela e reinventa por meio da beleza. Todas as obras dos famosos artistas da época, desde Michelangelo, Shakespeare, Beethoven, e mesmo seus próprios livros são duramente questionados no curso de sua apaixonada e iconoclástica redefinição da arte como força propulsora do bem, da fraternidade, da ética, do progresso e aperfeiçoamento do homem. Uma verdadeira lição de vida e arte."



TOLSTOI (1828-1910) disse: 
"Arte não é apenas um prazer, um consolo ou entretenimento. Arte é assunto de peso. Arte é um órgão de vida humana transmitindo a percepção racional dos homens para o campo dos sentimentos. E a tarefa da arte é enorme".



Interessante comparar com outros artistas, estas ideias de Tolstoi,
que a arte era para o bem e perfeição do homem. 




O artista plástico francês, o famoso Renoir, contemporâneo do escritor russo,  foi considerado o "Pintor da Felicidade".
Renoir era bem mais simples e otimista do que Tolstoi em sua opinião em relação às artes.



 RENOIR (1841-1919) disse: 
"Para mim um quadro deve ser algo amável, alegre e belo. Sim, Belo. Já existem muitas coisas desagradáveis na vida. Para que inventarmos mais."

"Gabrielle no Espelho" - Pierre-Auguste RENOIR




Uma interessante frase
do pintor espanhol Picasso,
mais moderno que os citados acima:



"Garota diante do Espelho" - Pablo PICASSO


Pablo PICASSO (1881-1973)
"A arte é uma mentira que nos faz perceber a verdade." 

E ainda disse: "Pinturas não são feitas para decorar apartamentos. São armas de guerra."




Uma pintura não tem a função como a maioria das pessoas desejam, de serem decorativa. Ela poder ser além disto, pode ser instigante, provocando-nos novas sensações. 
Uma pintura não precisa ser somente uma obra "bonitinha" e "certinha". Um quadro ou uma escultura, com tudo colocado perfeitamente alinhado, geralmente é menos atrativo.  Mas como gosto é gosto e não se discute, ainda bem que temos no mundo espaço para todas as artes, todos estilos de pinturas e seus respectivos artistas.



21 de agosto de 2012

AS IMAGENS NAS ARTES







AS ARTES VISUAIS


As Imagens




"Uma Imagem Vale Mais do que Mil Palavras"...
(Confúcio-filósofo chinês-de 470 a.C.)



"Camadas II"-oil pastel sobre Papel-2011-Denise D'O. Ludwig
Fotografia João D' Oliveira- 2012


           A imagem tem um lugar de muita importância em nossas vidas.
O uso da imagem é imenso e primordial.             

    A cada imagem vista, ficará retida, literalmente, no nossos olhos. 

       Em geral todas as pessoas preferem olhar uma imagem do que ler uma frase.


      A imagem é mais atrativa, mais instigante e também é reconfortante, na maioria das vezes.

          A todo instante nossos olhos são atraídos automaticamente para as imagens, principalmente as mais coloridas, agradáveis ao olhar. 
As crianças são atraídas desta forma pelas imagens, com muita cor. Principalmente na publicidade. As crianças são os maiores "alvos" publicitários. 


          Nossos pensamentos são levados a "viajar" muitas vezes em determinadas imagens. 




Música "Imagina" do grande músico Tom Jobim





   
       A importância de uma obra de arte, seja uma pintura, um desenho ou uma escultura, é imprescindível em nossas vidas.
          Por mais que uma pessoa não ligue ou não goste mesmo de arte, mais cedo ou mais tarde, se sentirá atraída a alguma obra que lhe satisfaz seu olhar. 
          Isto é cultural e é histórico.
          Por vários motivos o homem sempre esteve ligado às IMAGENS.
          


A Imagem existe desde os homens das cavernas na Idade da Pedra

Desde que o homem se deu conta da sua própria existência, ele é ligado a figuras, e consequentemente, a alguma forma de arte.
          Gostando ou não, tendo percepção ou não, o homem sempre foi levado a "olhar" as coisas e a tentar representá-las. 


Pinturas de Bisões na Caverna de 'Laucaux' - França

         É só olharmos na história e lembrarmos que desde os tempos das cavernas, o homem iniciou a representação de uma imagem "desenhando" nas pedras.
Ele desenhava essencialmente a realidade em que vivia, geralmente eram os animais que caçava, era sua sobrevivência, sua essência de vida.
As primeiras esculturas de que se tem notícias no mundo representavam sempre uma figura feminina, símbolo da fertilidade, da preservação da espécie.



Vênus de Willendorf - de 25 mil anos

          No período do Renascimento, na história das artes, as pinturas eram feitas em paredes, conhecidas como "Afrescos", como a famosa pintura de Michelangelo na Capela Sistina do Vaticano, por exemplo. Estas pinturas eram para decoração, por status, pela religião etc. 
          Só mais tarde as pinturas "saíram das paredes" e foram feitas inicialmente em madeira, e só  depois em telas de tecidos. As pinturas da época do renascimento, tão importantíssimas na história, mostravam  imagens representando todas as principais passagens religiosas. Tanto do Antigo Testamento quanto do Novo, no início da era Cristã. Estas passagens foram representadas inicialmente por imagens pintadas. A grande população na época não sabiam ler, salvo os nobres e os religiosos. Era importante passarem o conhecimento através das pinturas.
          Este é um exemplo 'clássico' de representação visual de antigamente. 
          Os grandes pintores criaram interpretações diferentes sob o mesmo tema religioso. 
Ainda escreverei com mais detalhes, sobre esta importante fase da História da Arte, principalmente da pintura do mundo ocidental.


          (Texto de Denise D'O. Ludwig-2012)

          

18 de agosto de 2012

ARTE NA MÚSICA CANTANDO O MAR





ARTE NA MÚSICA

MÚSICA DO MAR


CANTORES SE ENCANTAM 
E CANTAM O MAR





"Camadas I" -oil pastel sobre papel-2011- Denise D'O. Ludwig
(Fotografia João D' Oliveira-2012)


O MAR
AMAR O MAR



            MAR

               ARTE
         AMAR

                                               




Ainda resta o MAR
                              a NATUREZA
                    a ARTE
                           a POESIA...


 Parodiando Machado de Assis que escreveu "Ainda restam os Versos".


Podemos não ter tudo, podemos não ir a lugar algum, podemos não ter ninguém, mas ainda assim temos os versos, as ARTES, a MÚSICA... o MAR, este grande mar azul, imensidão de água, o mar que inspira os poetas, que navegam pelas suas ondas, pelo seu azul...

Com a poesia, a pintura, somos livres.
E esta liberdade não tem preço.


As interligações entre algumas artes, como a música que inspira-se na poesia, e a pintura que inspira-se na música e vice-versa, todas estas formas de expressão, originam-se da natureza que é simples e complexa ao mesmo tempo.






Abaixo exemplos de um mesmo tema: o MAR e suas variadas interpretações:



Música: "Canção ao Mar" - Dulce Pontes
"Canção ao Mar" é um FADO, aqui interpretado pela cantora portuguesa da atualidade,
 Dulce Pontes. O vídeo tem cenas em homenagem ao mar.
Esta música consagrou a famosa cantora de Fado, a portuguesa Amália Rodrigues.






Abaixo, outro sucesso cantado por Dulce Pontes
 junto ao cantor italiano Andrea Boccelli.

MÚSICA "O MAR E TU"





                                          Amália Rodrigues (1920-1999) cantando a música
                                                                    "Canção ao mar"
(Tem um sotaque muito mais carregado do que a moderna cantora Dulce Pontes)






Dois exemplos da mesma música em diferentes interpretações, épocas e lugares. 

O músico e compositor francês Charles Trenet compôs e interpretou a música "La Mer" em 1938. Depois nos anos 60 o músico e maestro americano Ray Conniff orquestrou "La Mer" e a tornou famosa, até nos dias atuais ainda se tocam em alguns bailes da "saudade".


Música "O Mar"- "La Mer" - Charles Trénet - cantor francês 



RAY CONNIFF (1916-2002) - "La Mer"






Abaixo a música "É Doce Morrer No Mar", interpretada por uma bela dupla:
a cantora brasileira Marisa Montes e Cesária Évora, 
cantora da Ilha de Cabo Verde, com seu sotaque português.


Música: "É Doce Morrer no Mar" - Marisa Montes e Cesária Évora





Não poderia deixar de homenagear aqui o grande músico brasileiro, o "cantor do mar",
 DORIVAL CAYMMI. 
Foi cantor, compositor, violonista e pintor. 
Sua obra invoca o mar, os pescadores, os negros, a vida baiana etc.


Música "O Mar"- Dorival Caymmi






No início deste ano,  fiquei muito feliz ao ganhar um livro maravilhoso de fotografias da natureza.
"A Terra vista do Céu". Livro do fotógrafo Bertrand.
Para surpresa minha, fui uma das escolhidas num concurso Cultural da Editora Abril.
Era só enviar uma frase respondendo a pergunta: 
"Para você o que melhor representa o nosso Planeta?"
Minha resposta ganhadora:
"O MAR!!  Nosso Planeta Azul, de mar, de água.
 Respiramos ao movimento de suas ondas. Dele nascemos e morreremos.
Inspira a todos, de poetas a cientistas,
que descobrem mais mistérios nesta imensidão azul de mar."
Escrevi a frase acima, por amar o mar, depois de pintá-lo, depois de tanto ler poesias inspiradas no mar. Principalmente as poesias portuguesas, de Fernando Pessoa, sem falar de Camões e também de uma escritora mais moderna,  que tanto amou o mar de Portugal e suas lindas praias que a inspiraram, que é a escritora e poetisa portuguesa de origem dinamarquesa, Sophia de Mello Breyner, já falecida. Ela era também uma apaixonada pelo mar. Escreveu dentre tantos poemas lindos a frase: "Metade da minha alma é feita de maresia".
No Oceanário (Aquário)  de Lisboa há inúmeras frases da escritora Sophia de Mello Breyner, inspiradas sobre o mar, os peixes, enfim, sobre o fundo de mar, inscritas nas paredes de todo o interior do lugar.


"Mar Profundo II" Giz Pastel Oleoso- A4- 2010
Denise D'O. LUDWIG



O FUNDO DO MAR
Poesia Sophia M. Breyner (Obra Poética I)

No fundo do mar há brancos pavores,


Onde as plantas são animais
E os animais são flores.
Mundo silencioso que não atinge
A agitação das ondas.
Abrem-se rindo conchas redondas,
Baloiça o cavalo-marinho.
Um polvo avança
No desalinho
Dos seus mil braços,
Uma flor dança,
Sem ruído vibram os espaços.

Sobre a areia o tempo poisa
Leve como um lenço.

Mas por mais bela que seja cada coisa
Tem um monstro em si suspenso.